COLÉGIO ANTÔNIO ALVES RAMOS- Educação Consciente

TEMA NORTEADOR/ 2.011:

Educação e vida: compromisso com o planeta.

OBJETIVO: Educar para a vida, promovendo ações fraternas comprometidas com o planeta.

PROJETO DO 4º ANO:

Um por todos...e todos pelo futuro do planeta!

***Objetivo geral:

Sensibilizar para o respeito à diversidade das relações fraternas.

Promover situações práticas em defesa à sustentabilidade do nosso planeta.

Visite o SITE do nosso colégio:
http://colegioantonioalves.pallotti.com.br/

Visite o blog:
http://escolavicentepallotti.blogspot.com/


4º ANO/ 2.011

domingo, 28 de março de 2010

LIMITES

A IMPORTÂNCIA DOS LIMITES NA VIDA DA CRIANÇA
Qual é o melhor atrativo para desviar a atenção de uma família, senão uma criança? Ela chega para transformar vidas, alterar a rotina de um lar, determinar o ritmo da casa: os horários, os programas de televisão, o cardápio e até as atividades de lazer. Dotada de uma capacidade infalível de persuadir, detém técnicas implacáveis para domar gente grande. A sua eficácia é tamanha que, com um simples gesto, lança por terra defesas, rui as estruturas, pois sabe o momento exato para derramar uma lágrima ou abrir um irradiante sorriso para consumar suas conquistas.
Com essas táticas infalíveis, monopoliza um lar. Se não for refreada, perde a noção de limites. Porém, muitos pais esbarram no sentimento no momento de agir e pecam por acreditar que amor é fazer todas as vontades e liberdade é sinônimo de criança feliz.
Para educar num mundo repleto de influências, é necessário delimitar espaço, definir papéis e não abrir mão de itens fundamentais — educação social, educação religiosa e escolarização —, tão indispensáveis que, há milênios, o maior de todos os livros já alertava: “Ensinai à criança o caminho em que ela deve andar, e, mesmo depois de velha, ela não desviará dele” (Prov. 22:6).
Mas até onde os pais podem atender às exigências, às imposições e aos desejos da criança? Como impor limites num ser imaturo, impregnado de vontades, sem causar danos psicológicos ou emocionais?
Formar a personalidade é um desafio. Uma dúvida inquieta especialistas e ecoa a todo instante na cabeça dos pais: Como impor limites aos filhos?
Como não existe fórmula pronta, famílias estão em constante busca de alternativas, mas poucas conseguem educar os filhos com limites, pois muitos pais acham graça das birras, dos atos de desobediência. Fecham os olhos para a razão e, quando caem em si, deparam-se com criaturinhas indomáveis, que desconhecem o que é limite e respeito.
A criança capta, através da sensibilidade aflorada, as fraquezas dos pais e monta o seu arsenal para vencer aqueles que a cercam. Ela já nasce com a marca da grega Hera — a deusa dos deuses, que rege o casamento — e declara desde a sua chegada: “Decifra-me ou te devoro”. Antes mesmo de dar os primeiros passos, de proferir uma palavra, aprende a arte de envolver a família à sua volta e, à medida que ganha autonomia, maturidade, sente-se “dona do pedaço”. Todos entram na sua mira: pais, tios, avós, coleguinhas... E, se não forem contidas, em pouco tempo, birras e pirraças se convertem em agressões físicas e verbais.
Segundo o jornalista e historiador André Fontaine, “todo adulto é, basicamente, o resultado direto dos limites que recebeu quando criança, de como eles foram colocados, recebidos, entendidos e aceitos”. A falta de limites na infância é uma das principais razões da existência de jovens rebeldes e adultos e profissionais fracassados. O excesso de liberdade rompe a ligação de relacionamento entre pais e filhos, que vivem em constante pé de guerra, na disputa sobre quem manda e quem obedece.
A indisciplina infantil é gritante: mordem; chutam; empurram; cospem; proferem palavrões e insultos; arremessam objetos por um simples “não” recebido; e, por acreditarem que podem tudo, armam o palco e dão o seu espetáculo em porta de lojas de brinquedos, shopping centers, sorveterias e parques de diversões.
Determinar limites na fase da formação da personalidade é fundamental para ostentar um relacionamento estável e proporcionar a formação do indivíduo que passa a refletir sobre seus valores, seus direitos e suas obrigações no seio da família e, posteriormente, na sociedade.
Pais que amam não são aqueles que cedem sempre, que têm um “sim” na ponta da língua e as mãos sempre abertas, prontas para doar. A verdadeira arte de ser pai é saber dizer “não”, mesmo em situações em que o “sim” poderia sobressair. Somente assim a criança não crescerá acreditando que tem direito a tudo e que pode tudo.
Na busca de saídas, pais recorrem à escola, e esta, por sua vez, repassa a responsabilidade. Afinal, de quem é o compromisso de impor limites à criança?
Resgatar princípios é um desafio para famílias e escolas. Infelizmente, na maioria dos casos, não há diálogo nem disciplina, porque a criança depende do adulto, principalmente na formação do vocabulário para expressar sentimentos, medos e frustrações.
Pais e educadores devem rever os conceitos de punição, recordar que já foram crianças e evitar repetir erros que provoquem traumas ou comportamentos errôneos.
Abra mão da ideia de que “o meu pai foi assim comigo, e eu também serei com o meu filho”. O mundo evoluiu numa rapidez alarmante desde o seu nascimento, as influências atuais exigem um novo formato de educação. Os métodos que funcionaram com você podem não funcionar com o seu filho. Siga apenas os bons exemplos, pois a única fórmula copiada que ainda funciona são os princípios morais e religiosos, que, mesmo assim, vêm sofrendo mutações.
É importante que família e escola permitam que a criança seja realmente criança. Respeitar a fase de brincar, sonhar, se divertir... É nessa trajetória que ela se descobre no mundo, adquire segurança, autoconfiança e, na sequência de descobertas, se projeta como construtora do próprio conhecimento. O que não pode ser permitido é que esses pequeninos não tenham limites e dominem, como se a casa, a escola e as pessoas fossem meros objetos de suas vontades.
O exemplo tem que partir dos pais, através de atos e atitudes. No momento de agir, eles devem abrir mão da emoção, dos sentimentos, e seguir apenas a razão. É melhor serem duros, radicais, do que passarem o resto da vida lamentado as decisões não tomadas e perderem o seu filho para o mundo que está aí, de braços abertos para acolhê-lo.
Para atingir esse alvo, pais têm que assumir uma postura para equilibrar o relacionamento. A criança precisa entender porque isso ou aquilo pode ou não ser feito. Esse entendimento gera a consciência. A criança aprende com os atos dos adultos, e, se pai e mãe brigam, se agridem, não se respeitam, consequentemente o filho vai seguir o mesmo caminho.
Apesar de tantos exemplos, muitos pais ainda confundem educação com formação. Podemos matricular nosso filho numa escola que lhe propicie uma educação de qualidade, mas é preciso o complemento que é a formação moral, religiosa e, principalmente, ética para respeitar limites e resistir às tentações do mundo.
Mas até onde os filhos são dos pais ou do mundo?
O erro maior é criar os filhos para si, e não para o mundo. Poucos estão preparados para uma separação. O rompimento do cordão umbilical é um curso natural. Eles crescem, exigem o seu espaço, querem a sua tribo e vão lutar por sua independência. Cabe aos pais prepará-los para encararem os desafios de um mundo que exige a formação da personalidade, do caráter, e o conhecimento das regras de convivência. Pois ética, caráter, respeito e limites são valores gerados exclusivamente no seio da família. A escola vai apenas moldá-los e amadurecê-los.
Aplicar pena nem sempre é uma boa ação. O castigo, se não for corretivo, pode ter efeito contrário, pois a mente da criança é um terreno fértil, em que tudo o que se plantar germina. E, se quisermos jovens e adultos disciplinados, temos que preparar esse terreno com cuidado, um código de conduta deve ser estabelecido para que a criança se convença de que determinadas regras são valores que enriquecerão o relacionamento familiar e, consequentemente, serão praticados no convívio social.
O primeiro passo é saber dizer “não”, para que a criança não cresça acreditando que pode tudo. A consciência de que sempre existirá algo para conquistar, um motivo para atingir objetivos e propósitos através de seus valores — valores que a maioria não adquire na infância e que somente na fase adulta são notados. Muitos se perdem; pois, nessa trajetória, as regras são impostas pelo próprio meio, e uma das normas invioláveis é respeitar limites, principalmente os do semelhante.
A psicóloga Tânia Zagury acredita que “Limite é dizer ‘sim’ sempre que possível e dizer ‘não’ quando necessário” e mais: “Limite é saber conviver com a frustração e adiar satisfações”.
No conflito entre disciplina e limite, na dúvida entre o “sim” e o “não”, pais se desesperam por terem permitido que os seus filhos fizessem o que queriam, simplesmente por serem crianças.
Muitos, para se esvaírem, culpam a sociedade moderna, que permitiu a extinção de valores, destruiu princípios, alterou ensinamentos... Outros atacam os meios de comunicação que instigam, através dos seus programas, a violência e a desobediência. E ainda há aqueles que condenam o sistema de ensino que não educa. Mas muitas crianças chegam à escola tão dependentes que algumas não conseguem comer sozinhas. Professor tem que ser tudo, principalmente babá.
A maioria dos pais não percebe que, ao se distanciarem dos filhos na busca de status e realizações pessoais, deixando-os à mercê de empregados, babás, não estão fazendo tudo. Para muitos, casa confortável, mesa farta e uma boa escola são suficientes para um futuro promissor. Não despertam a consciência de que a participação é fundamental, só a presença não basta. Educar exige envolvimento emocional, comprometimento para acompanhar as mudanças físicas e biológicas que influenciam no comportamento.
No confronto entre a maturidade e a inexperiência, discussões e momentos de carinho e afeto muitas vezes se chocam com sentimentos e incompreensões. Nessa transição, a maturidade deve imperar, e o que não pode ocorrer é o desrespeito. É preciso equilíbrio para que mágoas e desapontamentos não afetem sentimentos nem abalem a confiança.
Pais devem ser a âncora, a rota, a voz e o silêncio. A âncora que ampara, proporciona segurança, estaciona num porto seguro; a rota que conduz ao crescimento humano e pessoal através da experiência; a voz para falar — não para conter, mas para indicar o caminho —; e o silêncio para ouvir os medos, captar as fraquezas, entender as inseguranças e as necessidades de uma criança que necessita de gestos de carinho, palavras de incentivo, atitudes corretivas e calor humano para formar o elo do afeto. Afinal, crescer é tão difícil quanto nascer. Há que se estar pronto para enfrentar os desafios de um novo mundo.

Nildo Lage


DICA DE LEITURA: Família de Alta Performance


Içami TibaEditora: Integrare
Num mundo de tantas modificações e crises, não é mais possível viver como sempre vivemos. Precisamos renovar, reinventar, procurar saídas globais para agirmos nesta nova fase de evolução da humanidade. Esse livro se propõe a mostrar alguns caminhos para a família e para nós todos sermos pessoas melhores.
Muitos dos conceitos que usamos no mundo corporativo — como liderança, meritocracia, hierarquização de propriedades, objetivos e metas, projetos e estratégias de execução — podem ser aplicados na educação dos filhos. Seja na criação de um “filho único” ou na de dois ou mais “filhos únicos”, não importa.
Esse livro é comemorativo dos 40 anos de carreira profissional do psiquiatra, psicodramatista e educador Içami Tiba. Família de Alta Performance é o resultado de extensa pesquisa e intensa prática clínica e de consultoria familiar do autor.

Para aqueles que leram e praticam "Quem Ama Educa", "Família de Alta Performance" é seu complemento.

AULAS: PÁSCOA...

ENSINO RELIGIOSO E HISTÓRIA







**OBJ: Diferenciar o sentido espiritual do comercial.
**OBJ: Conscientização do significado da Páscoa em nossa vida.


PORTUGUÊS:
Lenda da Páscoa

Perto da casa do Menino Jesus havia uma palmeira, nela um passarinho fizera seu ninho e pusera 3 (três) ovinhos. Todos os dias o menino Jesus, sentado na soleira da porta, olhava feliz a avezinha.
Uma bela manhã, Jesus acordou ouvindo o passarinho piar aflito. Que seria?
Aproveitando um descuido do passarinho, a raposa viera e levara os ovinhos. O Menino Jesus ficou triste e começou a chorar. Nisto passou um gato, viu Jesus chorando e perguntou:
- Por que choras Jesus?
- Tiraram os ovos do passarinho!
- Miau, miau, nada posso fazer ! E lá se foi...
Abanando a cauda, chegou um cachorrinho au...au...au...
- Por que choras, Jesus?
- Levaram os ovinhos do pobre passarinho!
- Au, Au, que pena - e foi embora...
Então, aos pulinhos, com as orelhas muito compridas, apareceu o coelhinho. Parou e perguntou:
- Por que choras, meu Jesus?
- Levaram os ovinhos do pobre passarinho!
O coelhinho abaixou uma orelha e disse:
- Não chores mais, vou procurar os ovinhos!
E pulando desapareceu. Foi logo bater na casa da raposa que apareceu furiosa:
- Que queres? Os ovos? Meus filhos já comeram e bateu a porta.
O coelhinho abaixou as orelhas muito triste. Nisto teve uma idéia. Visitou 3 passarinhos seus amigos e pediu a cada um, um ovinho para o menino Jesus não chorar mais.
Muito contente, arrumou os ovos num cestinho e levou-os ao Menino Jesus , que logo enxugou as lágrimas e exclamou:
- Só tu, coelhinho, tiveste pena de mim e do passarinho!
Pois de agora em diante como recompensa, levarás lindos ovinhos às criancinhas boas e bem comportadas e farás isso todos os anos quando chegar a Páscoa.
E foi assim, que o coelhinho ficou encarregado de distribuir ovos às crianças de todo mundo.
*** Nesta Páscoa, para comemorar a VIDA NOVA, pegue seus doces na estufa. (Esta frase foi adaptada, ao texto, para finalizar a "Caça ao Tesouro de Páscoa")
(Texto encontrado em: tatiana-alfabetizacao.blogspot.com)

ARTES: Confecção da cesta.




EDUCAÇÃO PARA O PENSAR:

Peça às crianças para fingir que são repórteres de jornal. Eles foram notificados da decisão de Pôncio Pilatos. A atribuição do repórter é entrevistar Pilatos. Eles devem fazer perguntas e escrever as respostas. Perguntas sugeridas: Por que você tomou a decisão de crucificar Jesus? Você sente que foi pressionado a matar o rei dos judeus? As crianças usam a imaginação para formular e responder as perguntas.
***Leitura para o grande grupo.
***Registro das conclusões.
AMOSTRA: a) Pôncio Pilatos, você considera Jesus culpado ou inocente?
Eu considero inocente.
b) Então, por que mandou crucificá-lo?
Fiz isto para me livrar do problema.
c) Hoje, você faria isto? Por quê?
Eu não faria a mesma coisa, porque notei que Jesus era bom.
Elaborado por: Vinícius.

a) Você acreditava nos milagres e inocência de Jesus?
Claro, o filho de Deus jamais iria pecar.
b) Por que você deixou que ele morresse?
Porque não queria me meter e deixei que outras pessoas decidissem.
Elaborado por: Pedro Henrique


GEOGRAFIA: Localização do país e cidade onde Jesus foi crucificado.

CAÇA AO TESOURO DE PÁSCOA:
MAPA:Tesouro de Páscoa.

O tesouro estava escondido na estufa e todas as turmas da 4ª série, deveriam passar por seis etapas, guiados por um mapa para chegar ao local desejado. Atividade interdisciplinar, envolvendo a Geografia, Ensino Religioso, Português e Matemática.

Informações orais:
* Grupos de 4 alunos- saída da sala de aula. Serão liberados pouco a pouco para melhor se organizarem durante o percurso.

1) Siga as informações do mapa para encontrar o tesouro.( interpretação)
2) Em cada local indicado, no mapa, pegue a senha, pois no final irá pegar o tesouro somente mediante a apresentação das senhas.
***senha1- Símbolos de Páscoa e seus significados. Vela e sino.(Aux. De disc.)
***senha 2- Cordeirinho e ovo.(secretaria)
***senha 3- Coelho e uva.(audio)
***senha 4- Peixe e girassol.(coordenação)
***senha 5- Texto: Lenda de Páscoa. (direção)
Obs: No final do texto, está a indicação do local onde as crianças pegarão a cesta, confeccionadas por elas e contendo os doces.
***Os símbolos e o texto serão trabalhados em sala de aula:
*Interpretação.
*Gramática.
*Atividades de Matemática.

***Criado por profejanetemotta
Digitação do texto: ProfªMárcia

Digitação do mapa: Profª Lú
Apoio: setores da escola
Nós pegando a 1ª senha - sala Auxiliar de Disciplina

Corre Vini...Corre João Vitor II...
No audio: 2ª senha
Na sala da coordenação
Chegou o 1ª grupo...obaaaaaaaaaa!!!
Que lindas as nossas cestas!!!
O Lucas estava doidinho p/ comer um chocolate...
Todos com as senhas e cestas...
Saindo da estufa...
Agora vamos para a sala trabalhar com as senhas...Terminou a diversão...agora é hora da concentração!!!!


***Leia e cole, no caderno, as senhas recebidas no "Caça ao Tesouro de Páscoa".

***Comentário participado.

Os símbolos da Páscoa e seus significados

A vela-Representa o Cristo Ressuscitado que deixou o túmulo, radioso e vitorioso. Na vela pascal, ficam gravadas as letras alfa e ômega, significando que Deus é princípio e fim. Os algarismos do ano também ficam gravados no Círio Pascal. Nas casas cristãs, é comum o uso da vela no centro da mesa no almoço de Páscoa.

Os sinos-Cantam a alegria da Ressurreição expressa nos cânticos de Aleluia. Tocando festivamente, anunciam novos tempos, alma nova nas criaturas.O cordeirinhoNa Páscoa da antiga Lei, era sacrificado um cordeirinho. No Novo Testamento, a vítima pascal é Jesus Cristo, chamado Cordeiro Pascal.

Os ovos-O ovo, aparentemente morto, é o símbolo da vida que surge repentinamente, destruindo as paredes externas e irrompendo com vida. Simboliza a Ressurreição.

O Coelho -Símbolo da rápida e múltipla fecundidade da própria instituição, que está espalhada por toda a parte, reproduzindo fiéis: há um número incalculável de filhos de Deus, frutos da graça da Ressurreição.

Trigo e Uva-Simbolizam o pão e o vinho da Santa Missa e, por seu grande significado com a Trindade Santa, traduzem, por excelência, o símbolo Pascal. Para a ornamentação da mesa de Páscoa, nada mais indicado que um centro feito com uvas e trigo, entre cestas de pães e jarras de vinho.

O peixe-O peixe é o mais antigo dos símbolos de Cristo. Se Cristo é o Grande Peixe, somos os peixinhos de Cristo. Isso quer dizer que devemos sempre viver mergulhados na Graça de Cristo e na Vida Divina, trazidas a nós pela água do Batismo, momento em que nascemos espiritualmente, como os peixinhos nascem dentro d’água.

O Girassol-O girassol tem um simbolismo especial, pois está sempre voltado para o Sol, astro-rei, assim como nossas almas, que devemos estar viradas para o Divino – Sol, ou seja, Cristo Ressuscitado. (internet)

1)INTERPRETAÇÃO- LENDA DE PÁSCOA- Elaborada por: Profª JaneteMotta

a) Início:
*Quem?
*Onde?
* O quê?

b) Desenvolvimento( conflito/problema):

c) Final( solução):

2) Ilustre a parte que você mais gostou e justifique:

3) Escreva a sua opinião sobre a atitude de cada personagem e justifique:

a) raposa: Não gostei. Ela devia comer outra coisa e não roubar os ovinhos. (Giovana)
Não gostei, porque ela não iria gostar que fizessem isto com os filhos dela.(Eduarda)

b) gato e cachorro: Feia, porque não ajudaram Jesus. Eles foram egoístas.(Vivicíus)
Uma má atitude, porque nem tentaram ajudar.(Marcos Daniel)

c) coelhinho: Gostei , porque ele se importou com Jesus e foi solidário(Giovana)
Muito boa atitude, porque foi gentil com Jesus e responsável porque não roubou e sim pediu os ovinhos para seus amigos passarinhos.(Larissa)

4) Escreva a mensagem da história para nossa vida:
*** Faça o bem para todos e farão para você. (Pedro)
*** Ajudar todos e não pensar só em si mesmo. (Allan)


# EM BREVE, POSTAREI AS ATIVIDADES DE MATEMÁTICA.


CELEBRAÇÃO DE PÁSCOA NO GINÁSIO

Turma 41...ao lado, grupo de violão (Profº Antônio Campagnolo- Nosso Diretor)


O Lava Pés e a Santa Ceia



O grupo de dança,da Profe Regina,deu um show!


Confraternização dos professores.

sábado, 27 de março de 2010

AULA INTEGRADA 15/03- ED. PENSAR

"As pesquisas dessa Linha investigam a necessidade, característica, viabilidade e qualidade duma educação integral e pioneira, com ênfase no desenvolvimento das habilidades do pensar crítico-criativo-cuidadoso, do investigar, criar e dialogar, que atende à natureza do cérebro humano, às necessidades individuais e sociais, à nova visão de mundo e à tendência da globalização holística. Tal desenvolvimento deve ser pedagogicamente instigado e conduzido nas fases apropriadas da infância e adolescência, de preferência pelo diálogo, ordenado, crítico, criativo, cuidadoso, autocorretivo e construtivo, em comunidade de investigação, concebida, fundamentada e praticada na proposta filosófico-pedagógica, não autoritária e conteudista, interativa e lúdica, do educador Matthew Lipman. A linha pesquisa também paradigmas de outros grandes educadores, tais como Paulo Freire, em busca de apoio e fundamentação.
A política educacional desta Linha visa a autonomia crítica e criativa no saber, querer, fazer e sentir para uma maior eficiência, tanto na produção e no manejo da ciência e da tecnologia, quanto no crescimento pessoal e social, político e econômico e na conquista da democracia e cidadania, norteada por uma visão holística do ser humano, da terra e do cosmos. As habilidades cognitivas e dialogais a serem desenvolvidas, além de capacitarem para a construção de conhecimentos e consensos, contribuem também para a globalização holística, no sentido da construção da "aldeia global" com comportamentos democráticos e ético-ecológicos que garantem a vida, a paz e a felicidade.
" Marilyn L. Sklar dá o seguinte depoimento: " Ensinar filosofia é exatamente como fazer jardinagem. Você toma as sementes do pensamento e planta no espírito fértil das crianças. Em seguida, você as enriquece com questões pertinentes e provocadoras. Pouco depois, você vê germinar, a sua frente, um indivíduo com um pensamento crítico que não apenas vai enriquecer sua vida e a dele próprio, mas a vida de todos a sua volta." ( 1987, pg. 78) Fonte:Centro de filosofia- Ed. para o pensar

AULA:
1) Texto para leitura e reflexão:
CONTA CORRENTE
Imagine que você tenha uma conta corrente e a cada manhã acorde com um saldo de R$ 86.400,00.
Todas as noites o seu saldo é zerado, mesmo que você não tenha conseguido gastá-lo durante o dia. O que você faz? Você gastaria cada centavo, é claro!
Todos nós somos clientes deste banco que estamos falando.
Chama-se “TEMPO”! Todas as manhã, credita-se para cada um 86.400 segundos. Todas as noites o saldo é debitado como perda.
Não é permitido acumular este saldo para o dia seguinte. Todas as manhãs a sua conta é reinicializada, e todas as noites as sobras do dia se evaporam. Não há volta. Você precisa gastar vivendo no presente o seu depósito diário. Invista, então, no que for melhor: na sua saúde, felicidade, sucesso!
O relógio está correndo. Faça o melhor para o seu dia-a-dia.
Valorize cada momento que você tem! E valorize mais porque você deve dividir com alguém especial, especial o suficiente para gastar o seu tempo junto com você.
Autor Desconhecido
2) ***Comentário Participado.

3) Pense e escreva...
a) Como você administra seu dia?
b) Quais as suas prioridades?
c) Com quem você passa maior parte do dia? Descreva como é seu dia:
d) Indique algumas atitudes que você gostaria de mudar, na sua rotina, para reaproveitar melhor o seu tempo:
e) Você tem alguma ideia para o mundo se tornar melhor? Qual?

4) Numere os parágrafos do texto:
5) Que tipo de texto trabalhamos hoje?
6) Retire do texto:
a) uma frase interrogativa:
b) uma frase exclamativa:
d) dois substantivos comuns:
e) um artigo definido, masculino e sigular:
f) um pronome pessoal do caso reto:
g) dois verbos no infinitivo:
h) um verbo no presente:
i) uma palavra oxítona:

5) Copie o 1ª parágrafo, no caderno de caligrafia, escrevendo a quantia em REAIS por extenso:

6) Resolva:
a) Pedro foi ao banco pagar uma conta no valor de R$ 84,00. Entregou para o caixa uma nota de R$50,00, uma de R$20,00 e mais duas de R$10,00. Quanto Pedro recebeu de troco?
Cálculos: R:_______________________________

b) Ana tem em sua conta bancária R$285,00. Foram depositados mais R$215,00. Qual o saldo da conta de Ana?
Cálculo: P.R: R:_______________________________

c) Carlos sacou de sua conta bancária o valor de R$450,00 para repartir igualmente entre seus 4 filhos para comprarem os uniformes da escola. Quanto cada filho recebeu?
Cálculo: P.R: R:________________________________

7) Complete:
a) Um dia =____horas
b) Uma hora=____min.
c) Um minuto =____seg.

OBS: Muitas outras atividades podem ser trabalhadas. Ex: relógios com os horários das atividades do dia-a-dia, tanto na escola como em casa.

8) Proposta de Produção Textual:

AMOSTRA:
VIDA DE MOEDA
Um dia, eu estava perdida em uma rua e uma mulher encontrou-me. Ela colocou-me dentro de uma bolsa e levou-me para casa e guardou-me dentro de um cofre. Eu senti que estava sendo abandonada, velha suja e esquecida.
Depois, descobri que o nome dela era Rosa. Quando ela saiu, levou-me num lugar que eu nunca tinha ido, muito lindo e legal.
Rosa deu-me para um homem comprar lanche. Aquele homem tratou-me muito mal. Ele jogou-me dentro de uma gaveta velha, vazia, suja e sem nenhuma amiga para conversar.
Logo, fui ganhando várias amigas. Então, percebi que tive os piores pensamentos sobre o homem, pois fiz muitas amizades naquela gaveta velha, vazia e suja.
Tawany-11anos

VIDA DE MOEDA
A moeda é algo que usamos no nosso dia-a-dia. De pessoa em pessoa, mercados, lares, lojas e muitos outros lugares. Assim ela vive!
Nesse mundo, há uma moeda triste, com sonhos enormes. Era “perdida.” Ela vivia num cofrinho sem “dinheiro amigo” para servir de companhia. Ela se chamava Jonatã.
Quando ficou tarde e escuro, começou a chover e ela ficou com medo dentro daquele cofrinho. Pensava o que iria acontecer! A chuva parou e veio um gato e começou a brincar com o cofrinho e a moeda de lá pra cá. Depois, ela ficou calma.
No outro dia, ela escutou algo barulhento. Era um caminhão de lixo. Também ficou com medo, pois colocaram o cofrinho junto com os outros lixos. Um homem, chamado Kaior, achou o pote e abriu. A moeda pensou que já estava livre. Ela era de um real.
Kaior limpou a moeda e ela ficou brilhando como se fosse um troféu. A moeda passou ser a melhor moeda de Kaior e ela viveu mais do que uma vida de moeda.
Jonatã- 9 anos


9) Tarefas:
Faça um relato do tempo que você ficou na escola hoje. Após, faça um comentário crítico se soube aproveitá-lo e justifique:
####################################################################

quinta-feira, 25 de março de 2010

CARTOGRAFIA- ESTUDO DOS MAPAS

Planisfério antigo e Planisfério atual


Mapa do Brasil antigo e atual

Pesquise aqui: Mapa Mundi (Países, capitais, oceanos...)
http://blogalize.net/wp-content/uploads/2010/01/mapa-com-países.jpg

Mapa feito em placa de argila- encontrado 600anos AC.


AMOSTRA DE TRABALHOS: O MAPA DA MINHA RUA...

A IMPORTÂNCIA DOS MAPAS E ATLAS...
Quando consideramos o acesso cada vez maior às informações, podemos perceber a importância que os mapas têm nos dias de hoje. Os mapas representam e sintetizam informações históricas, políticas, econômicas, físicas e biológicas de diferentes lugares do mundo. No passado, eles eram documentos confidenciais, que circulavam somenteentre aqueles que participavam do poder. No presente, conhecer o funcionamento, as diferentes funções dos mapas e saber utilizá-los ajuda a resolver problemas cotidianos de planejamento e projetos.
O MAPA NA SALA DE AULA...
A importância dos mapas e dos Atlas na sala de aula justifica-se justamente pelo papel que a cartografia tem no mundo contemporâneo.Ensinar o aluno a ler e a obter informações em diferentes tipos de mapa é uma forma de promover a construção de procedimentos que lhes permitam localizar objetos e endereços para se deslocarem, com sucesso, por cidades e bairros desconhecidos, conferir trajetos dos meios de transporte, planejar uma viagem ou se situar em locais públicos (shopping-centers, hospitais e museus). Esses procedimentos também lhes possibilitam utilizar como fonte de pesquisa os mapas, que sintetizam informações a respeito de lugares e regiões de diferentes partes do Brasil e do mundo.Aprender a ler mapas e saber utilizá-los como uma representação do espaço, que segue as regras de vários sistemas de projeção e tem uma linguagem específica, é elemento-chave para a formação do cidadão autônomo.Desde as séries iniciais, os alunos podem ter contato com diferentes tipos de mapa e seu portador por excelência, o Atlas. Esse contato, porém, não deve ser casual ou esporádico. Deve ocorrer de acordo com um planejamento sistemático do professor em função dos conhecimentos que os alunos de uma dada faixa etária podem construir a respeito desse conteúdo.Em seu planejamento, o professor pode elaborar atividades que privilegiem dois eixos de trabalho: o da produção e o da leitura de mapas. Esses dois eixos podem ocorrer de forma simultânea, pois não há necessidade de os alunos aprenderem primeiro a produzir para depois aprenderem a ler e consultar mapas ou vice-versa.
A LEITURA DOS MAPAS
O eixo de leitura de mapas também deve ocorrer de forma contex-tualizada, por meio de mapas temáticos. Os alunos podem consultar mapas políticos, de relevo, clima ou vegetação, para obter informações a respeito de lugares ou assuntos que estejam estudando.Pode-se também sobrepor mapas, por exemplo, para relacionar uma determinada forma de vegetação ao relevo e à ocupação agrícola. Consolida-se, assim, um trabalho de inter-relacionamento do ensino da Geografia com as demais áreas do currículo. Os alunos aprendem a reconhecer os mapas e o Atlas como fontes preciosas de informação para suas pesquisas.É importante que os alunos vivenciem situações de comparação das informações representadas em diferentes tipos de mapa, estabelecendo relações entre fenômenos variados. Um exemplo disso é a comparação que pode se feita entre as informações contidas em um mapa que trate das formas de relevo de uma determinada região e outro que informe a distribuição da população na mesma área.O professor pode trabalhar também com planos, plantas de construção, cartas de cidades, imagens de satélites e até mesmo mapas digitais feitos por computador.Ensinar a consultar um guia de ruas, um mapa rodoviário, a planta de uma casa, o painel com as linhas do metrô ou com a distribuição das lojas de um shopping-center são objetivos de aprendizagem que podem ser de grande valia no planejamento das aulas.Para essas aprendizagens, é possível recorrer a situações nas quais os alunos se sintam desafiados a ler o mapa, para obter uma informação que lhes interessa. O professor pode utilizar, como suporte para suas aulas, mapas e cartas geográficas que são publicados em jornais, revistas, impressos ou folhetos de propaganda.A compreensão das legendas merece atenção especial, pois elas fornecem as explicações necessárias para os alunos trabalharem com as informações. Sempre que julgar oportuno, o professor deve incentivar os alunos a ler as legendas e tentar compreendê-las.Conhecer e utilizar diferentes tipos de mapas e o Atlas, sem dúvida alguma, ampliam as possibilidades dos alunos de extrair e analisar informações relacionadas a diferentes áreas de conhecimento, além de contribuir para que eles consolidem uma noção de espaço flexível e abrangente.Aprender a perceber o caráter espacial dos fenômenos estudados e a comparar esses espaços, por meio da sobreposição das informações contidas nos mapas, são coisas que a própria Geografia, enquanto ciência, busca fazer e que os alunos do ciclo inicial também podem realizar.
Fonte: http://www.construirnoticias.com.br/

CONTEÚDOS- 4ª SÉRIE- 2.010

PORTUGUÊS 4ª SÉRIE- 2010 1º trimestre
1) Leitura de diferentes gêneros. 2) Produção textual: frases, parágrafos, textos, diálogos, descrição, narração. (observando a estruturação) 3) Reprodução oral e escrita de histórias lidas assistidas e ouvidas. 4) Pontuação. 5) Tipos de frases. (interrogativa, exclamativa, declarativa afirmativa e negativa) 6) Substantivo coletivo e composto. (flexão em gênero, nº e grau) 7) Classificação das palavras quanto à sílaba tônica. (oxítona, paroxítona e proparoxítona) 8) Dificuldades ortográficas.
2º trimestre
1) Leitura de diferentes gêneros. 2) Produção textual: frases, parágrafos, textos, diálogos, descrição, narração. (observando a estruturação) 3) Reprodução oral e escrita de histórias lidas assistidas e ouvidas. 4) Pontuação. 5) Fonema e letra. 6) Encontro consonantal, vocálico e dígrafo. 7) Adjetivo (grau comparativo e superlativo); locução adjetiva. Interjeição. 8) Dificuldades ortográficas.
3º trimestre
1) Leitura de diferentes gêneros. 2) Produção textual: frases, parágrafos, textos, diálogos, descrição, narração. (observando a estruturação) 3) Reprodução oral e escrita de histórias lidas assistidas e ouvidas. 4) Pontuação. 5) Pronomes pessoais do caso reto e Pronomes de tratamento. 6) Verbos: Modo indicativo (1ª, 2ª e 3ª conjugações) 7) Dificuldades ortográficas. OBS: OS CONTEÚDOS COMO SUBSTANTIVO COMUM, PRÓPRIO, ARTIGOS DEFINIDOS E INDEFINIDOS, CLASSIFICAÇÃO QTO AO Nº DE SÍLABAS E SÍLABA TÔNICA FORAM TRABALHADOS NA 3ª SÉRIE, PORTANTO DEVERÃO APENAS SEREM RETOMADOS.
CIÊNCIAS
1º TRIMESTRE
1) O SOLO E O SUBSOLO: Formação do planeta; camadas da Terra; camadas da crosta; tipos de rochas e minerais; fósseis; placas tectônicas; solo (perfil) e doenças transmitidas por ele; tipos de erosão; a importância do reflorestamento; saneamento (o problema do lixo; coleta seletiva e reciclagem); o solo e a nossa saúde.
2º TRIMESTRE
2) A ÁGUA: Importância da água e utilidades; ciclo da água; características; estados físicos; tipos; processo de purificação; doenças transmitidas; propriedades; situação da água no planeta; a água e a nossa saúde.
3º TRIMESTRE
3) O AR: A atmosfera e suas camadas; características e propriedades do ar; importância e composição do ar; fenômenos atmosféricos; modificações na atmosfera (causas e consequências); O ar e a nossa saúde.
GEOGRAFIA
1º TRIMESTRE
1) APRENDENDO GEOGRAFIA: O que trata a Geografia; Pontos cardeais e cartografia. 2) O MUNDO EM QUE VIVEMOS: Oceanos e meridianos; paralelos e meridianos. 3) O BRASIL NA AMÉRICA: Divisão Política. 4) O BRASIL NA AMÉRICA DO SUL: Países e capitais. 5) O NOSSO BRASIL: Divisão regional 6) O NOSSO RIO GRANDE DO SUL: Localização no mundo e no Brasil;
2º TRIMESTRE
1) ASPECTOS FÍSICOS DO RS: clima, relevo, hidrografia e vegetação (aproveitamento econômico): Degradação ambiental; Unidades de conservação da natureza.
3º TRIMESTRE
1) AS ATIVIDADES ECONÔMICAS DO RS: agricultura, pecuária, indústria, comércio, e extrativismo. 2) UM OLHAR NA ATUALIDADE: O Mercosul ( objetivos, países, membros e comércio).
MATEMÁTICA
1º trimestre
1) Tipos de conjuntos: unitário, vazio, finito e infinito. Relação de pertinência. Subconjuntos. Relação entre conjuntos. Operação com conjuntos: união e intersecção. 2) Números Naturais (número e numeral; o conjunto dos números naturais, sucessor e antecessor) 3) Sistema de numeração decimal; (leitura e escrita- U, D, C, UM, DM, CM) 4) Adição, subtração e prova real. 5) Multiplicação, divisão por dois algarismos e prova real. ( x e : por 10 100 e 1000) 6) Histórias Matemáticas.(envolvendo as quatro operações e sistema monetário)
2º trimestre
1) Expressões numéricas com as quatro operações, envolvendo colchetes, chaves e parênteses. 2) Divisores de um nº natural: critérios de divisibilidade; conjunto de divisores de um nº; Maior divisor comum. 3) Números Primos: definição; números compostos; decomposição de um número num produto de fatores primos. 4) Múltiplos de um nº: conjunto dos múltiplos de um nº; determinação do mínimo múltiplo comum através da decomposição. 5) Desafios matemáticos envolvendo os conteúdos em estudo. 6) Multiplicação por três algarismos.7) Propriedades da Adição e Multiplicação.
3º trimestre
1) Números Racionais: noções de fração; leitura de uma fração; termos da fração; representação com desenhos; adição e subtração de frações; fração de um nº inteiro; histórias matemáticas envolvendo frações. OBS: OS ITENS 2, 3 , 4 DO 1º TRIMESTRE, MULTIPLICAÇÃO POR DOIS ALGARISMOS, MULTIPLICAÇÃO E DIVISÃO POR 10, 100 E 1000, BEM COMO, SISTEMA MONETÁRIO, JÁ FORAM TRABALHADOS NA 3ª SÉRIE, NECESSITANDO APENAS SEREM RETOMADOS.
HISTÓRIA
1º TRIMESTRE: *Conceito de História: Linha do Tempo: Documentos sobre a história do aluno. *Fontes históricas e fatos históricos. * A história do Universo: Origem; Noções básicas de arqueologia e paleontologia (Santa Maria) *A Pré- História: Períodos; Características; Surgimento da escrita; Povoamento da América.
2º TRIMESTRE:
*Os povos indígenas do Rio Grande do Sul: Modo de vida; Localização e Organização; Contribuições culturais. *A expansão marítima e comercial: O domínio espanhol no RS. As Missões Jesuíticas e Reduções Jesuíticas. 3º TRIMESTRE: *O domínio português no RS: Ação bandeirante: A ação dos tropeiros e a formação das estâncias; As charqueadas; A escravidão *Os núcleos familiares no RS: A imigração açoriana, italiana e alemã. *Revolução Farroufilha. *Os aspectos atuais do RS: Abordagens gerais sobre o contexto atual do estado.
EDUCAÇÃO PARA O PENSAR
1º TRIMESTRE:
*Relações Interpessoais (convivência); *Educação para a sustentabilidade e paz.
2º TRIMESTRE:
* Cidadania: ética e valores
3º TRIMESTRE: * Conhecimento e saber: * Senso comum e senso crítico.
ENSINO RELIGIOSO
1º TRIMESTRE: *
Campanha da Fraternidade-2.010: Lema: Vocês não podem servir a Deus e ao dinheiro.( MT 6, 24) Tema: Economia e vida. * História de Pallotti; * O que é ser gente? (Ser x Ter); * Importância da amizade; * Páscoa: o verdadeiro significado
2º TRIMESTRE: * Ser filho de Deus: Jesus mostra como é Deus. Bíblia.
3º TRIMESTRE: Jesus ensina como devem ser os homens (parábolas) Natal- o verdadeiro significado.
ARTES
1º TRIMESTRE:
Linguagem artística: desenho, recorte, colagem, pintura, modelagem e dobradura.
História da Arte e a Arte na Pré- História (noções).
2º TRIMESTRE:
Composição figurativa e abstrata.
Cores: Tipos.
Técnicas de desenhos utilizando o ponto, a linha e a reta.
3º TRIMESTRE:
Alguns artistas e suas obras.(nos três trimestres)
Expressão corporal.
*** Logo postarei os conteúdos de Ed. Física, Inglês E Informática.

terça-feira, 23 de março de 2010

DICAS PARA OS PAIS...




LITERATURA
A importância da leitura...Como incentivar seu filho a ler...e a ter amor pelos livros?

Pesquisas mostram que quanto mais cedo se começa ler maiores são chances de se tornar um leitor assíduo.
Pesquisas do mundo todo mostram que a criança que lê e tem contato com a literatura desde cedo, principalmente se for com o acompanhamento dos pais, é beneficiada em diversos sentidos: ela aprende melhor, pronuncia melhor as palavras e se comunica melhor de forma geral. "Por meio da leitura, a criança desenvolve a criatividade, a imaginação e adquire cultura, conhecimentos e valores", diz Márcia Tim, professora de literatura do Colégio Augusto Laranja, de São Paulo (SP).

A leitura frequente ajuda a criar familiaridade com o mundo da escrita. A proximidade com o mundo da escrita, por sua vez, facilita a alfabetização e ajuda em todas as disciplinas, já que o principal suporte para o aprendizado na escola é o livro didático. Ler também é importante porque ajuda a fixar a grafia correta das palavras.

Quem é acostumado à leitura desde bebezinho se torna muito mais preparado para os estudos, para o trabalho e para a vida. Isso quer dizer que o contato com os livros pode mudar o futuro dos seus filhos. Parece exagero? Nos Estados Unidos, por exemplo, a Fundação Nacional de Leitura Infantil (National Children’s Reading Foundation) garante que, para a criança de 0 a 5 anos, cada ano ouvindo historinhas e folheando livros equivale a 50 mil dólares a mais na sua futura renda.

Então, o que está esperando? Veja nossas recomendações, no endereço abaixo, e estimule seu filho a embarcar na aventura que só o bom leitor conhece.
Fonte:Educar para crescer

educarparacrescer.abril.com.br

sexta-feira, 19 de março de 2010

REUNIÃO / PAIS- MENSAGEM

*Clique na imagem p/ ampliar.

PEDIDO DE UMA CRIANÇA AOS SEUS PAIS...



Não tenham medo de serem firmes comigo. Prefiro assim, isto faz com que me sinta mais seguro. Não me estraguem. Sei que não devo ter tudo que quero. Só estou experimentando vocês.
Não deixem que eu adquira maus hábitos. Não me protejam das consequências de meus erros.
Não levem muito a sério minhas pequenas dores, necessito delas para obter a atenção que desejo.
Não sejam irritantes ao me corrigirem, se assim fizerem poderei fazer o contrário que me pedem.
Não ponham à prova minha honestidade, sou facilmente tentado a dizer mentiras.
Não me mostrem um Deus carrancudo e vingativo, isto me afastará Dele.
Não desconversem quando faço perguntas, senão eu procurarei nas ruas as respostas que não obtive em casa.
Não se mostrem para mim como pessoas perfeitas e infalíveis, ficarei extremamente chocado quando descobrir algum erro de vocês.
Não digam que não conseguem me controlar, eu julgarei que sou mais forte que vocês.
Não me tratem como uma pessoa sem personalidade, lembrem-se que tenho meu próprio modo de ser.
Não vivam me apontando os defeitos das pessoas que me cercam, isto criará em mim um espírito intolerante.
Não se esqueçam que gosto de experimentar as coisas por mim mesmo, não queiram me ensinar tudo.
Não desistam de ensinar o bem, mesmo que eu pareça não estar aprendendo.
No futuro, verão em mim o que plantaram.
Carlos Alberto de Azevedo

Com carinho,
Profª Janete Motta

Reunião de Pais - 19/03/2010

segunda-feira, 15 de março de 2010

Avaliação- sondagem (conteúdos de 3ª série)

COLÉGIO ANTÔNIO ALVES RAMOS
Educação: ação consciente
Sondagem - Língua Portuguesa. Elaborada por: Profª Márcia Rovadoschi
Nome: ___________________________________

4 ª série - Turma: 41 Data: 09 / 03 / 2010. Prof ª Janete Motta.

*** Faça a leitura e com atenção NUMERE os parágrafos:

De bem com a Vida

Filó, uma joaninha, acordou cedo.
Que lindo dia! Vou aproveitar para visitar minha tia.







- Alô, tia Matilde. Posso ir aí hoje?
- Venha, Filó. Vou fazer um almoço bem gostoso.
Filó colocou seu vestido amarelo de bolinhas pretas, passou batom cor de rosa, calçou os sapatinhos de verniz, pegou o guarda-chuva preto e saiu pela floresta: plecht, plecht ...
Andou, andou ... e logo encontrou Loreta, uma borboleta.
- Que dia lindo!
- E pra que esse guarda-chuva preto, Filó?
- É mesmo! - Pensou uma joaninha. E foi para casa deixar o guarda-chuva.
De volta a floresta:
- Sapatinhos de verniz? Que exagero! - Disse o sapo Tatá. Hoje nem tem festa na floresta.
- É mesmo! - Pensou uma joaninha. E foi para casa trocar os sapatinhos.
De volta a floresta:
- Batom cor de rosa? Que esquisito! - Disse Téo, o Grilo Falante.
- É mesmo! - Disse uma joaninha. E foi para casa tirar o batom.
- Vestido amarelo com bolinhas pretas? Que feio! Por que não E.U.A. o vermelho? - Disse uma aranha Filomena.
- É mesmo! - Pensou Filó. E foi para casa trocar de vestido. Cansada de tanto ir e voltar,
Filó resmungava pelo caminho. O sol estava tão quente que uma joaninha resolveu desistir do passeio.
Chegando em casa, ligou para tia Matilde.
- Titia, vou deixar a visita para outro dia.
- O que aconteceu, Filó?
- Ah! Tia Matilde! Acordei cedo, me arrumei bem bonita e sai andando pela floresta. Mas no caminho ...
- Lembre-se, Filozinha ... Gosto de você do jeitinho que você é. Venha amanhã, estarei lhe esperando com um almoço bem gostoso.
No dia seguinte, Filó acordou de bem com a vida. Colocou seu vestido amarelo de bolinhas pretas, amarrou uma fita na cabeça, passou batom cor-de-rosa, calçou seus sapatinhos de verniz, pegou o guarda-chuva preto, saiu andando apressadinha pela floresta, plecht, plecht, plecht ... E só parou para descansar no colo gostoso da Tia Matilde.
Nye Ribeiro
1. Procure no dicionário o significado de:
exagero :______________________________________________________________
______________________________________________________________________
2. Relacione as palavras com os respectivos sinônimos:
(a) acordei ( )falava baixo
(b) Caminhando ( )gostoso
(c) resmungava ( ) despertei
(d) andando ( ) saboroso

3. Responda com atenção:
a) Onde pretendia ir Filó, quando acordou?
______________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________________________________________
b) Enquanto ia andando, quem a joaninha encontrou pelo caminho?
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
c) Você acha que os animais que Filó encontrou pelo caminho, eram amigos dela? Por quê?
_________________________________________________________________________________________________________________________________________
d) E você, o que diria a joaninha se a encontrasse?
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
e) Devemos mudar nosso jeito de ser, de pensar, de nos vestir, por causa dos outros? Justifique sua resposta:
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
4. Procure no texto e escreva:

a) três substantivos comuns :________________________________
b) dois substantivos Próprios :________________________________
c) dois adjetivos :__________________________________________
d) Uma Palavra polissílaba :___________________________________
e)Verbos ...
***dois no infinitivo - __________________________________________
***dois no pretérito - ______________________________________________
f) uma frase ...
***afirmativa - ____________________________________________
***interrogativa - __________________________________________
***exclamativa - ___________________________________________


e) Faça a separação silábica, circule a sílaba tônica,de posição e indique sua classificação:
PALAVRA SEPARAÇÃO POSIÇÃO CLASSIFICAÇÃO
a) joaninha

b) resmungava

c) Filó

d) visitar

Bom trabalho!
Avaliação de Matemática - Elaborada por: Profª Janete Motta.


quinta-feira, 11 de março de 2010

PONTOS CARDEAIS...


Como o próprio nome diz: são pontos e significam pontos principais ou pontos de referência. Através deles é possível localizar qualquer lugar sobre a superfície da Terra, são eles: o Norte e o Sul que apontam na direção dos pólos terrestre; o Leste e o Oeste que apontam para o lado do nascer e do por do Sol, cruzando a linha Norte-Sul. CUIDADO, o Leste e o Oeste não apontam sempre para o ponto onde o Sol nasce ou se põe e sim para o lado do nascente ou lado do poente. Durante o ano, o Sol nasce em pontos diferentes do lado do nascente e se põe em pontos diferentes do poente. Por isso, não podemos dizer que o Sol nasce sempre a Leste e se põe sempre a Oeste. Dependendo da época do ano a diferença, entre o nascente (ponto onde o Sol nasceu) e o Leste verdadeiro, é grande.
Todos os lugares para onde você se deslocar possuem um ponto de referência. Nas estradas, existem sempre sinais indicativos, como seguir em frente, vire à direita e outros. Ao pedir uma informação, você verá que também existe um ponto de referência: perto daquela casa amarela, em frente daquela praça.
Isso tudo acontece para que possamos nos localizar em um determinado espaço. Durante a noite as estrelas servem como ponto de orientação. De dia, é o sol. Ele aparece sempre de um lado da Terra e desaparece do lado oposto.
Vamos descobrir onde ficam esses pontos? Faça assim: Estenda o braço direito para o lugar onde o sol pode ser visto ao amanhecer. Nessa direção está o Leste.
Levante o seu braço esquerdo e nesse sentido estará o Oeste. À sua frente você encontrará o Norte. Atrás de você estará o Sul.
Norte, Sul, Leste e Oeste são os pontos cardeais, que nos orientam.
Nossa aulinha de Geografia de hoje!

http://www.colegioweb.com.br/ciencias-infantil/pontos-cardeais

Jogos ou Brincadeiras com os Pontos Cardeais

Troca de Pontos Cardeais

Esta é uma variação da brincadeira de troca de números. Escreva no chão as quatro letras que indicam os quatro pontos cardeais: NSLO na direção certa. Faça um círculo com os participantes e um deles fica no meio, e chama por dois dos pontos. Os que estão nos dois pontos chamados, trocam de lugar e o que está no meio tenta chegar primeiro a um dos lugares chamados. O participante que ficou sem ligar vai para o meio. Os participantes tomam o nome do ponto no qual estão.

Brincadeira- Cartões dos Pontos Cardeais

Divida os participantes em dois grupos e coloque-os em fila. Cerca de uns 5 metros a frente de cada fila risque no chão um círculo com uns 60 cm de diâmetro, e marque o norte em cada um. Ao lado do círculo coloque uma pilha de 16 cartões escritos com os nomes de todos os pontos cardeais, virados para baixo.Ao sinal, o primeiro de cada fila corre, pega um dos cartões, lê e coloca-o na posição certa em relação ao Norte, no círculo. Depois volta correndo, toca o segundo da fila, o qual repete o mesmo trajeto, continuando até que todos os cartões estejam no círculo. Ganha-se um ponto para cada cartão colocado na posição certa e mais outro ponto por terminar primeiro. O time com mais pontos vence.

quarta-feira, 10 de março de 2010

LIVRO DE APOIO...




LER POR PRAZER...LER PARA INFORMAR...LER PARA APRENDER!!!
*** Domínio da linguagem; Atividades que desenvolvem habilidades; Sugestões de etapas para leitura que facilitam a interpretação e produção textual; Organização clara dos conteúdos; Visual que convida ao estudo; Guia e Recursos Didáticos práticos.

segunda-feira, 8 de março de 2010

CAMPANHA DA FRATERNIDADE 2.010

1) Assistimos o DVD da campanha: Economia é vida.
***Analisamos o cartaz.
2)Comentário participado.
3) Trabalhamos sobre o filme: Questionamentos pessoais sobre a importância do dinheiro em nossas vidas, quais as prioridades financeiras da família e lista daquilo que não devemos economizar. Veja o que a turma 41 listou!
"Economize dinheiro, poupe o planeta, mas não economize...
*solidariedade
*paz
*união
*harmonia
*compreensão
*amizade
*amor
*justiça
*respeito
*responsabilidade"
Que lindo turma 41!!!! Parabénsssssss!
4) Oração da campanha da fraternidade 2.010
“Vocês não podem servir a Deus e ao dinheiro” Mt 6,24c Ó Deus criador, do qual tudo nos vem, nós te louvamos pela beleza e perfeição de tudo que existe como dádiva gratuita para a vida.Nesta Campanha da Fraternidade Ecumênica, acolhemos a graça da unidade e da convivência fraterna, aprendendo a ser fiéis ao Evangelho. Ilumina, ó Deus, nossas mentes para compreender que a boa nova que vem de ti é amor, compromisso e partilha entre todos nós, teus filhos e filhas.Reconhecemos nossos pecados de omissão diante das injustiças que causam exclusão social e miséria. Pedimos por todas as pessoas que trabalham na promoção do bem comum e na condução de uma economia a serviço da vida.Guiados pelo teu Espírito, queremos viver o serviço e a comunhão, promovendo uma economia fraterna e solidária, para que a nossa sociedade acolha a vinda do teu reino.Por Cristo, nosso Senhor. Amém.
5) Atividades gramaticais utilizando a oração.

sábado, 6 de março de 2010

HISTÓRIA: fontes históricas da família

Todos os trabalhos estão lindosssssss!!!!















*Observe neste trabalho, sobre a Linha do Tempo, feito pelo aluno Vinícius: a série é 3ª e a turma é 41. É força do hábito, Vini!!! A profe também se engana quando chama vocês pela turma!!!



Parabéns, está lindo teu trabalho!!!!!!!!!!!!!

Free JavaScripts provided
by The JavaScript Source